Correr nos embalos de um sábado à noite!
Definitivamente existem anjos; totalmente entregue e derrotado até os 10K da prova, mas, acabei por conseguir me reerguer!
‘Carga Extra’: subi a ‘Serra do Rio do Rastro’ carregando comigo todas as minhas conquistas do ano de 2.015!

Apenas colocando um tempero a mais nos 42,195K!
O que são kg a mais a se carregar quando eles, na verdade, representam o tanto que você já conquistou e fez no ano e que te impulsionam a seguir em frente… SEMPRE!
Não tinha como dar errado!
E foi a minha 3ª maratona em um intervalo de 13 dias!
Fiz questão de subir a serra com as seguintes medalhas:
• 08 a 11.01.15: ‘Dopey Challenge’
• 01.03.15: ‘Maratona de Brasília’
• 12.04.15: ‘Maratón de Santiago’
• 21.04.15: ‘Maratona de Brasília’
• 17.05.15: ‘Maratona de São Paulo’
• 14.06.15: ‘Maratona de Porto Alegre’
• 19.07.15: ‘Maratona de Campinas’
• 26.07.15: ‘Maratona do Rio’
E mais a medalha ‘Mickey Mile’ da Manu, minha filha: a principal e mais importante de todas que eu trouxe para cima da serra!
A ‘Mizuno Uphill Marathon’ foi a 2ª prova mais difícil que eu já fiz na vida!
’50K XTERRA Ilhabela’: ainda mantém o título da mais difícil!
E agradeço, sempre, a todos que me incentivam e me apoiam a cada corrida.
Foram três finais de semanas seguidos correndo MARATONA!
3 no intervalo de 13 dias!

• ‘Grau de Dificuldade 1’:

01.08.15: ‘Mizuno Uphill Marathon’
Concluintes: EU + 462!

• ‘Grau de Dificuldade 2’:

26.07.15: ‘Maratona do Rio’
01.08.15: ‘Mizuno Uphill Marathon’
Concluintes: EU + uns 10 no máximo!

• ‘Grau de Dificuldade 3’:

19.07.15: ‘Maratona de Campinas’
26.07.15: ‘Maratona do Rio’
01.08.15: ‘Mizuno Uphill Marathon’
Concluintes: EU + ninguém!

Cheguei aonde eu queria chegar!
Trata-se de muita pancada, é muito esforço, mas, quando eu me proponho ao ‘TUDO ou NADA’ eu sei que será ‘TUDO’!
O ‘NADA’ está ali para eu manter a faca bem apertada nos dentes!

MARATONA não é moleza não! Há de se lembrar!
Não fiz qualquer treino específico para ‘Mizuno Uphill Marathon!
Como eu treinei?
Além de ter feito 8 maratonas oficiais antes dela, naquele ano, praticamente 100% dos treinos foram ‘na esteira’!
Inclinação na esteira nos treinos?
Z-E-R-O!!!

 

MARATONA é cabeça!
MARATONA é psicológico!
Por isso que eu corro tanto na esteira e já fiz 17 maratonas nela!
MARATONA é… EXPERIÊNCIA!
MARATONA é… ESTRATÉGIA, também!
Sabia que sem treinos específicos, tinha tudo para sofrer na ‘Uphill’, prova toda praticamente com subidas!
Mas aí, entra a experiência avaliando a estratégia a adotar!

Parti com tudo até os 25K para poder administrar bem na hora de se iniciar as exaustivas subidas!
Por isso que a parte mais difícil da prova foi nos primeiros 10K porque o ritmo não encaixava e eu sabia que era a hora certa para acumular tempo de sobra para a parte final.
E foi justamente a partir dos 10K até os 28K que eu acelerei o máximo que pude!
Consegui reverter uma situação que estava completamente difícil, pois, eu estava totalmente entregue e derrotado.
Faltando depois 1/3 de prova, era só manter a concentração e subir com extrema confiança.
Com o tempo encoberto, ao anoitecer, corre-se totalmente no escuro e foi lindo demais quando ultrapassamos as nuvens e a lua nos abrilhantou e nos iluminou!
Realmente, os últimos 6K são insanos!!!
Você enxerga a última luzinha tão perto, mas, tão longe e parece simplesmente que você não consegue sair do lugar!
Mesmo em movimento, o Garmin pausa como te ironizando que se você não estivesse saindo do lugar!
E a hora de partir para o ataque final foi quando alguém do ‘STAFF’ disse que faltavam apenas 14 curvas das 256 ao todo!
Subidas + curvas: insanidade pura!
Nos últimos 500m, foi a hora de desembalar todas as minhas medalhas de 2.015 (embaladinhas nos bolsos da jaqueta e pochete carregada na cintura) e partir para a chegada.

Ao enfrentarmos qualquer adversidade, basta lembrarmos que SOMOS muito MAIORES do que ela!

L-A-R-G-A-D-A!

Antes mesmo de conhecer a ‘Serra do Rio do Rastro’, o meu olhar já estava no TOPO dela!

Desafie-se!
Supere-se!
Foi assim que eu conquistei a medalha da ‘Mizuno Uphill Marathon’ me tornando um ninja runner sendo batizado pelo slogan da prova:
“Os que hoje te chamam de louco, amanhã vão chamar de lenda!”